Notícias
by Marcia Oliveira on 9 de julho de 2020

Novo programa Bolsa família: O que pode mudar?

Na mesma semana que a Ibovespa apresentou ata de 50% desde o chamado “fundo do poço” da pandemia o Ministro paulo Guedes informou a deputados que tem a intenção de mudar o nome do atual Programa Bolsa Família para “Renda Brasil. No entanto, não será somente o nome do programa que sofrerá alterações, o valor dedicado ao mesmo também deve ser aumentado, assim como seus mecanismos de funcionamento. A fala a qual Paulo Guedes deixa claro o interesse do governo em modificar o atual Programa Bolsa Família, ainda que não tenha se concretizado e ainda que o Governo Federal não tenha dado tantos detalhes sobre tal interesse já vem sendo motivos de debates e críticas por parte de especialistas de diversas esferas da sociedade.

O que pode mudar no novo Programa Bolsa Família

Além do nome do Programa, que supostamente pasaia  ase chamar “Renda Brasil”, outros elementos podem ser modificados. Como informou o jornal a Gazeta, o novo programa seria uma junção do atual Bolsa Família com o Auxílio Emergencial também em vigor no momento, que cobririam todas as familía com renda baixa no país assim que  pandemia estivesse sob controle ou no “fim”. Além do mais, o novo programa pode passar a cobrir também os trabalhadores informais ou os chamados “autônomos” como o atual auxílio Emergencial já cobre. A iniciativa pode ser facilitada com o cadastro das pessoas que estão no momento recebendo o auxílio emergencial, já que milhares de pessoas já estão com o registro atualizado.

Estima-se que o novo programa deve abranger cerca de 40 milhões de cidadãos Brasileiros. Acredita-se também que o valor do suposto novo benefício deve atender a famílias com rendas até R$450 reais por pessoa. O valor médio pago pelo Bolsa Família no momento é de até R$190, e o valor médio especulado para o novo programa pode está na casa dos R$232,00. Esse valor médio seria supostamente dividido em dois benefícios, um de RS100 para superar a zona de pobreza e outros para crianças e adolescentes de 0 até 15 anos. Vale mencionar que o presidente Jair Bolsonaro já deixou claro que não tem a intenção de manter o Auxílio Emergencial por muito tempo, visto que segundo o mesmo, trata-se de um gasto insustentavel.

O que tanto boa parte dos especialistas quanto o Senado concordam é que, de fato, a população pobre foi extremamente prejudicada pela atual pandemia e não pode ficar desamparada.

Auxílio Creche

Um suposto auxílio Creche também seria um outro benefício incluído no programa, no valor de R$250 reis para que mães possam matricular seus filhos em creches particulares para ter acesso ao mercado de trabalho. Estima-se que essa iniciativa pode custar até 6 milhões para os cofres públicos, e teria como objetivo a facilitação do acesso das mulheres com filhos ao mercado de trabalho.

By Marcia Oliveira

More content by Marcia Oliveira

Comments (0 comment(s))