Notícias
by Marcia Oliveira on 9 de julho de 2020

Economia: Bovespa ultrapassa 100 mil pontos e depois tem queda

Depois de mais de 4 meses a Bovespa atinge o recorde de 100 mil pontos, no entanto, a bolsa entrou em queda logo em seguida. Desde seis de março a Bovespa não batia no recorde dos 100 mil pontos. Logo após o número mágico, a chamada “B3” apresentou queda e desde então opera em queda. O cenário de incertezas geradas pela pandemia e a instabilidade política do país são elementos apontados como importadores diretos da bolsa.  uma das questões é:o  Brasil pode se tornar o país do mundo com o maior número de mortes pelo novo coronavírus em 29 de julho, se não houver mudanças significativas nas medidas de prevenção de doenças, afirma projeção revela feita pelo instituto de métricas da Universidade de Washington.

A alta anterior da bolsa em meio a crise econômica do país

Alguns surpreenderam-se com a alta apresentada pela bolsa de valores Brasileira nas últimas semanas. Mas a maioria de nós já sabe que bolsa não é termômetro para a economia, isto é, não é um indicador econômico eficaz. O país que já vinha de um passado econômico e político recente bastante instável, tem visto seu quadro complicar-se  a cada semana em função da atual pandemia. O método matemático, usado pela Casa Branca para monitorar dados de pandemia, prevê que o gigante sul-americano possa ter 137.500 mortes e os Estados Unidos 137.000no dia da projeção. Se a projeção fosse confirmada, o território brasileiro registraria o recorde mundial de mortes totais por Covid-19 e o registro de vítimas em um dia. Os números são realmente preocupantes e têm afastado muitos investidores estrangeiros.

A perda desde o início do ano diminuiu para -39% (expressa em euros), ainda é uma das maiores do mundo. A incerteza nos mercados globais também afeta diretamente os resultados da B3. Gigantes como a China e os Estados Unidos vem apresentando oscilações constantes em seus resultados, o que prejudica diretamente a bolsa Brasileira. Ao mesmo tempo, a moeda de referência, o Real, reavaliou 13% em relação ao dólar desde o pico negativo de 15 de maio. Agora está em picos há pouco mais de dois meses. Hoje Às 13h51, o Ibovespa apresentou queda de 0,57%, aos 99.199 pontos. Em sua abertura, chegou a alcançar 100.191 pontos. Nas descidas de pontos, vale mencionar Braskem PNA que capia mais de 5%. O valor do dólares segue em instabilidade, em torno de R$5,30

ale mencionar também, que a instabilidade do mercado Global frente a crise do novo Covid-19, tem aumentado também a dívida global, visto que o países estão tendo que gastar muito para investir em saúde e recuperar  a econômica através de injeção de capital das empresas locais. O retorno dos juros na bolsa de valores brasileira é explicado pelo aumento do apetite pelo risco, e não pelo cenário doméstico. Vale lembrar também que o último encerramento da Bolsa acima do recorde foi em cinco de março com 102.233 pontos, poucos dias antes da OMS alerta o mundo sobre a nova Pandemia.

 

By Marcia Oliveira

More content by Marcia Oliveira

Comments (0 comment(s))