Notícias
by Marcia Oliveira on 21 de julho de 2020

Depois de Bolsonaro, Ministro Onyx Lorenzoni testa positivo para Covid-19

Pandemia do COVID-19, crise econômica e turbulência política: a “tempestade perfeita” atingiu o Brasil, criando um panorama de forte incerteza para o futuro do maior país da América do Sul. Depois do Presidente Jair messias Bolsonaro testar positivo para o covid-19, agora foi a vez de mais um ministro, Onyx Lorenzoni, que vale ressaltar, o quarto ministro do governo Bolsonaro  atestar positivo na atual pandemia. O Presidente Bolsonaro segue negando a força da pandemia, exibe milagrosos de hidroxicloroquina, convida seus barulhentos apoiantes a entrar nos hospitais para verificar se as camas de terapia intensiva estão realmente ocupadas. O Brasil foi candidato a ser um dos países mais afetados devido a uma série de fatores: suas dimensões geográficas e demográficas, o tecido urbano das grandes cidades com suas imensas favelas, onde a reunião é inevitável e as precárias condições sanitárias , lacunas no sistema público de saúde, fortes desigualdades sociais.

Política, pandemia Covid 19 e o rumo do Brasil

A realidade vigente do Covid 19 hoje no Brasil é: O Brasil agora lamenta seus mortos e ninguém sabe exatamente quando isso vai acabar. No entanto, o resultado positivo para Covid vindo de Bolsonaro e Onyx Lorenzoni ministro é somente um detalhe perto do mar de confusões protagonizadas pelo atual governo. Uma pandemia fora de controle, quatro investigações em torno de dois filhos do presidente Jair Bolsonaro, um confronto interminável entre poder central e governadores, sentenças bombásticas e ameaçadoras de alguns ministros, fuga de investidores estrangeiros, previsões catastróficas sobre a economia. Em um país de dimensões continentais, a curva de contágio apresenta fortes diferenças regionais e é previsível que ocorram várias ondas daqui até o final do ano.

O ministro da Cidadania do Brasil, Onyx Lorenzoni DEM, informou nas mídias sociais que havia testado positivo para o buffer do Covid-19 e que havia começado a tomar hidroxicloroquina, seguindo o exemplo do presidente da República, Jair Bolsonaro, que também estava infectado. Vale mencionar que de acordo com o centro de informática da Universidade de Washington, que ajudou Fauci a corrigir os disparos na Casa Branca após a pandemia iniciada, em agosto o Brasil poderia até exceder os Estados Unidos em termos de mortes. Lorenzoni disse que a quarentena já começou e que ele continuará trabalhando em casa. Como Bolsonaro, ele também está tomando hidroxicloroquina e um pesticida, dois medicamentos que a maioria dos médicos não recomenda contra o coronavírus. Lorenzoni é o quarto ministro brasileiro a ser infectado.

Muito já foi comentado ao longo da governança de Bolsonaro hoje, comentários endossando que Onyx Lorenzoni deixa ministério, no entanto, todos os entornos parecem direcionar para o contrário. Enquanto isso, as projeções para  a economia continuam negativas. As previsões mais otimistas falam de uma queda de 8% no PIB para 2020, as mais negativas dizem 12%. Ainda que as reservas brasileiras ainda sejam sólidas e o déficit em finanças públicas permaneça abaixo de 6% do PIB, é certo que o país emergirá da pandemia mais pobre, mais endividada e ainda mais desigual. Uma curiosidade: a palavra chave “bolsonaro covid” segue entre as mais buscadas do google, o que só reforça o quanto a imagem do presidente ainda desgastada não somente no brasil, mas no mundo.

By Marcia Oliveira

More content by Marcia Oliveira

Comments (0 comment(s))